sábado, dezembro 13, 2008

Love Boy

Nascida com o nome de Yaron Cohen a 2 de Fevereiro de 1972 em Tel Aviv, submeteu-se em 1993 a uma operação de mudança de sexo em Londres. Durante algum tempo viveu como Sharon Cohen, antes de adotar o nome artístico de Dana International.

Em 1993 lançou o seu primeiro álbum (Dana International), disco de ouro em Israel. O seu segundo disco, Umpatampa (1995), valeu-lhe o prémio nacional de melhor artista feminina.

Maganuna ("louca" em árabe) foi o nome do seu terceiro disco, cujo tema homónimo estava orientado para os fãs do mundo árabe. Maganuna foi banido no Egipto (país onde Dana é conhecida como Saida Sultana), onde Dana foi acusada de ser uma agente da Mossad cujo objectivo era corromper a juventude egípcia e proibida de entrar no país. O disco seria também banido na Jordânia. Estima-se que tenham sido vendidas milhões de cópias ilegais em ambos os países.

A sua participação no Festival Eurovisão da Canção gerou controvérsia em Israel, em particular nos sectores do judaísmo ortodoxo, descontentes com o facto de uma transexual representar o país no concurso. O então secretário de Estado da Saúde, Shlomo Ben-Izri, membro do partido religioso Shas, classificou Dana de abominação e referiu que nem na cidade bíblica de Sodoma existiu alguém assim. Apesar da controvérsia, a vitória de Dana no festival fez com que o então primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, a recebesse como heroína nacional.

Em 2000 Dana lançou um disco dirigido ao mercado internacional, The Album, que foi seguido por Free. Fã desde a infância de Ofra Haza, Dana continua a fazer sucesso em Israel, onde é uma personalidade televisiva e protagonista de campanhas publicitárias.

Em 2005 a canção Diva foi uma das 14 escolhidas para integrar o concurso de "Melhor Canção de Sempre" da gala do 50º aniversário do Festival Eurovisão da Canção.

Este é o mais recente clipe de Dana International.

video

sexta-feira, dezembro 12, 2008

Chokerz For Men

Um super catálogo de jóias é o mais novo lançamento da joalheria 'Chokerz For Men'. As fotos, que misturam elegância e sensualidade, já podem ser vistas em anúncios de revistas de moda, esportes e também nas especializadas para o público gay.

Para adquirir as peças, a loja criou um site onde se podem ver todos os modelos e preços. As jóias masculinas recebem nomes sugestivos como Cool Topaz, Trust, Honey Drop, Touch, Desire, Devotion, Inspiration.