segunda-feira, maio 21, 2007


Elis Regina
Elis Regina Carvalho Costa nasceu em 17 de março de 1945 em Porto Alegre, RS.
Foi, sem dúvida, a maior cantora brasileira de todos os tempos. Com técnica e garra, lançou alguns dos principais compositores brasileiros, como João Bosco e Aldir Blanc, Renato Teixeira, Fátima Guedes - só não lançou Chico Buarque porque resolveu pensar sobre o assunto - Nara Leão foi mais rápida.
A "pimentinha", como era chamada, tinha - como João Gilberto - a perfeição como meta. Exigia muito de seus músicos e compositores, exigia de sua gravadora, exigia de sua voz. Ganhávamos nós, o público. Não foi sempre assim - quando veio do Rio Grande do Sul tentou carreira no Rio de Janeiro - não foi pra frente. Seus primeiros discos são repletos das exigências da mídia, Elis teve que cantar o que vendia na época.
Transferindo-se para São Paulo, encontrou a cidade de braços abertos. Foi lá que Elis chegou a perfeição, e foi lá também que se transformou numa tradição, tal qual sua amiga Rita Lee. Elis virou São Paulo, que a acolheu e a recolheu, quando se foi aos 36 anos, em 19 de janeiro de 1982.
Foi a primeira pessoa que inscreveu sua voz como instrumento, na Ordem dos Músicos do Brasil. E era. A voz de Elis soava como instrumento afinado, não perdendo, nem por um minuto, o carisma e a emoção em cada canção.

Envolveu-se com tudo de forma radical - com a música, com a política, com a vida. Maldita para muitos, Elis tinha sempre a frase certeira, a mente afiada, propósitos firmes: "Cara feia pra mim é bode... Sou mais ardida que pimenta!".
Aquarela do Brasil
Ultima gravação de Elis - Me deixas louca.


Agora o braço não é mais o braço erguido num grito de gol
Agora o braço é uma linha um traço um rastro espelhado e brilhante
E todas as figuras são assim desenhos de luz agrupamentos de pontos
De partículas um quadro de impulsos um processamento de sinais
E assim dizem recontam a vida
Agora retiram de mim a cobertura de carne e escorrem todo o sangue
Afinam os nossos em fios luminosos
E ai estou pelo salão, pelas casas, pelas cidades, parecida comigo, um rascunho
Uma forma nebulosa feita de luz e sombra
Como uma estrela
Agora eu sou uma estrela!

Texto publicado na contra capa do LP
Trem Azul - Elis Regina - 1982

7 comentários:

Não sou o Boscoli disse...

Graças a esta mulher eu tenho o nome feio do filho dela !!! Blargggg...

André Sodré disse...

Otimos videos pra mostrar um pouco do talento da inesquecivel Elis.

hotspot_fortaleza disse...

(O_O)

ADOREIIIIIII O POST

BEIJOS

HOTSPOT FORTALEZA
http://hotspotfortaleza.blogspot.com/

Ex Big Brother, Ex Gay disse...

Colega, desculpe invadir seu blog. Mas fazer apologia a esta mulher é fazer apologia à drogas e o nosso querido Papa condena todas estas atitudes. Drogas, sexo antes do casamente, escravidão, uso de anticoncepcionais ou borrachas penianas são ítens que fazem o nosso mundo ser o que é hoje. Hoje eu lhe digo, caro senhor blogueiro, já pertenci a este mundo de drogas e sexo homossexual.. mas hoje estou completamente recuperado. Leia o evangelio meu filho... Sintonise sua mente com o Papa. Abra seu coração. Todos nós ainda temos salvação !!! PS. Conseguiria mais fotos do Pet Lee, ele é um luxo né?! Fique na paz do senhor!

kauerio disse...

Ex Big Ex Bicha Ex tudo
Não entendi bem... se vc não faz mais parte deste mundinho, pq esta visitando um blog voltado ao público gls. Apologia ao valor artistico de Elis farei sempre pq ela é um mito.

Siga os mandamentos do papa, nao use camisinha nao transe nao faça nada que tenha vontade, apenas espere sua vida passar, mas continue lendo o blog, mesmo que seja com um terço na mão, quem sabe vc nao volta pro reduto. Deixa de ser boba abra suas asas, solte suas feras, caia na gandaia e entre nesta festa.

beijos

Kauê

Emmanuel disse...

Pois eu, graças a esta "Mulher" me tornei um homem feliz, amado e capaz de amar e, sem descriminação dos que vão seguindo pelo caminho das drogas, eu me libertei porque em tempo percebi que o meu destino seria o mesmo. Obrigado ELIS por estares sempre entre todos nós.

Anônimo disse...

Aliás, senhor ex-qualquer-coisa, leia mais e aprenda ortografia. Escreva certo - EVANGELHO e não EVANGELIO. Sintonizar é com Z.
No mais, belíssimo trabalho Kauerio. Interessante como sua variedade de assuntos tem um fio condutor, o belo em todas as formas, poderia pensar em postar algo sobre estética, com certeza deve ter bons trabalhos no assunto.