terça-feira, outubro 25, 2005

Tá Chegando o Hallowhímen


Com a chegada do dia das bruxas muitas lendas se reavivam, a maioria do folclore americano, mas muitas incorporadas pelo folclore nacional...
Sei que o mês do folclore é agosto, mas como bicha é tudo americanizada, escolhi essa data para, depois de ânus de pesquisa ininterrupta, desvendar os mistérios dos personagens mitológicos do folclore gay:

Jacy Tererê:
Versão queer do Saci Pererê, mas ao contrário deste que só tem uma perna, ela tem todos os membros, em perfeitas condições, mas age como se não tivesse, se encosta, dá uma de aleijada e como quem não quer nada faz com que todos façam tudo por ela... E assim quando você menos percebe já se instalou na sua casa, abriu sua geladeira e ta com os pés no sofá comendo o último bom-bom da caixinha...

Mona-Sem-Cabeça:
Esse monstro abriga orkuts, gazzags e todos os sites de relacionamento, principalmente os que são voltados para fins sexuais... São corpos, nem sempre esculturais, que exibem tudo, menos a cabeça! Alguns destes corpos se reduzem apenas a pau e bunda!!! Terrível... Agora não sei se o pior é estar sem a cabeça, ou com a cabeça original!

Biu-Tatá:

É uma monstrenga nojenta, às vezes na forma poc-poc, às vezes maricona, mas sempre indesejável...E como um imã esse ser pegajoso te persegue a noite inteira na balada, mesmo depois que você deixou claro que não quer a sua companhia, porém ela sempre te encontra, como um ser onipresente, é o pior encosto que alguém pode desejar.

A Loka do Banheiro:
Assim como a Loira do Banheiro essa entidade habita os banheiros públicos, de shoppings, rodoviárias, cinemas e boites... Ela fica a espreita, e ao primeiro sinal de abertura da retaguarda (ou da braguilha) lá está ela atacando e sugando líquidos humanos...Não necessariamente sangue...

A Lobisbicha
É um homem acima de qualquer suspeita, muitas vezes casado, pai de família, senhor respeitável com emprego honroso, às vezes mesmo um cargo de alto poder público ou político, há inclusive membros do clero... Toda sexta-feira de qualquer lua eles saem à caça de garotos de diversos tipos e idades para saciar seu apetite sexual. No dia seguinte nada lembram (ou fazem de conta que nada lembram) e continuam suas vidas como heterossexuais respeitáveis.

Um comentário:

Diego disse...

mais de 10 dias sem postar. Tá certo isso?